Breaking News
recent

Filha do ex-presidente de Moçambique Armando Guebuza Morta a Tiro

Moçambique foi surpreendido ontem à noite com a notícia da morte de Valentina Guebuza, assassinada pelo marido segundo avançou a comunicação social local. A filha do ex-presidente moçambicano, Armando Guebuza, liderava vários negócios em Moçambique e integrava a lista das mulheres mais poderosas de África.
De acordo com informações publicadas pelos principais jornais moçambicanos, Valentina Guebuza, de 36 anos, filha do ex-presidente de Moçambique Armando Guebuza, morreu ontem após ter sido baleada, sendo apontado como alegado autor dos disparos o seu marido, Zofimo Muiuane. Segundo o jornal O País, a filha do ex-presidente foi atingida por vários tiros tendo morrido a caminho do hospital (supostamente, o Instituto do Coração).  Zofimo Muiuane terá sido detido, encontrando-se numa das esquadras de Maputo.
Valentina Guebuza fazia parte da lista das 20 mulheres jovens mais poderosas de África, publicada pela Forbes em 2013. Num ranking liderado por Isabel dos Santos, filha do presidente de Angola, Valentina surgia em 7º lugar. Engenheira civil de formação, com curso feito na África do Sul, Valentina Guebuza ocupava  lugares de destaque nos sectores das telecomunicações e da banca e liderava vários negócios da família, nomeadamente a Focus 21 – Gestão e Desenvolvimento, Lda, uma holding de investimento familiar com interesses também nas pescas, transportes, minas e imobiliário e com participações significativas em operações no Terminal do Porto da Beira  e na empresa de TV por subscrição StarTimes.
A 25 de Julho de 2014, um dia antes do casamento de Valentina Guebuza com Zófimo Muiuane, o jornal moçambicano A Verdade publicava um extenso artigo sobre o que designava como "casamento do ano" e em que elencava os vários interesses em jogo. Em primeiro lugar, apresentava os protagonistas: "Zófimo, o jovem humilde e trabalhador, e Valentina, a filha do ‘empresário’ Guebuza".
É relatado o percurso de Zófimo, atual gestor no marketing da Mcel, empresa de telecomunicações, mas também empresário, dono de várias sociedade comerciais e de serviços. O noivo e depois marido da empresária fez o ensino técnico-profissional na Escola Industrial de Maputo, teve uma passagem pela British American Tobbaco, em Nampula e a partir de 2011 tornou-se sócio único das empresas que fundou, sendo, no entanto, sobretudo conhecido como um dos rostos da Mcel.
 Valentina era apresentada nos vários cargos exercidos, com destaque para o de "presidente do Conselho de Administração da Focus 21, conhecida como a holding presidencial" e também " gestora de várias empresas da família".  Nesse artigo, a Verdade recorda o seu percurso:  "em 2007, Valentina daria um salto gigantesco ao ser accionista da Beira Grain Terminal no acto da sua constituição. Nesta sociedade a filha de Armando Guebuza é sócia das empresas Caminhos-de-Ferro de Moçambique, Empresa Pública (CFM), Cornelder de Moçambique, SARL, Nectar Moçambique, Limitada, Sonipal, Limitada; Seabord Moz, Limited, Rainbow Internacional; CFI Holdings, Limited e a Merec Industries, Limitada. Dois milhões e setecentos mil meticais foi o capital inicial da Beira Grain Terminal que tem como objecto social a “operação de uma terminal de cerais a granel, no porto da Beira, em Moçambique".
Valentina era também presidente do Conselho de Administração da StarTimes Media, uma Joint Venture entre a chinesa StarTimes e a Focus 21 para a área da migração digital no país. Segundo a Verdade, "a entrega, sem concurso público, deste projecto milionário à empresa liderada por Valentina Guebuza foi amplamente criticada por vários sectores da politica, e da chamada sociedade civil".
Este era o retrato do futuro casal um dia antes do casamento. No dia seguinte, a 26 de Julho de 2014, 1700 convidados, entre os quais se contavam personalidades como Jacob Zuma, Presidente da África do Sul, Mswati III, Rei da Swazilândia e Isabel dos Santos, a filha do presidente angolano , assistiram à cerimónia que tornou Zofimo Muiuane e Valentina Guebuza marido e mulher. Um ano depois, a 2 de Julho de 2015, foram pais de uma menina.
Ontem à noite em Maputo, esta história chegou ao fim.
wizfrance nhanale

wizfrance nhanale

Com tecnologia do Blogger.